Array
(
    [id_post] => 26
    [meta_title] => Conselhos para a impressão 3D: Antes de imprimir
    [meta_description] => Os utentes de impressoras 3D podem encontrar com certos problemas à hora de realizar as suas peças, por isso é recomendável seguir os conselhos referidos de seguida antes de iniciar uma impressão 3D para prevenir possíveis erros e falhas durante a mesma.
    [short_description] => Os utentes de impressoras 3D podem encontrar com certos problemas à hora de realizar as suas peças, por isso é recomendável seguir os conselhos referidos de seguida antes de iniciar uma impressão 3D para prevenir possíveis erros e falhas durante a mesma.
    [meta_keyword] => 
    [content] => 

Os utentes de impressoras 3D podem encontrar com certos problemas à hora de realizar as suas peças, por isso é recomendável seguir os conselhos referidos de seguida antes de iniciar uma impressão 3D para prevenir possíveis erros e falhas durante a mesma.

1. Revisar o arquivo .STL

Quando o utente de uma impressora 3D desenha ou download de internet modelos que deseja imprimir, deve revisar o modelo e se assegurar de que não tem zonas abertas entre caras ou superfícies, já que se existem, provocarão erros em forma de ocos ou desprendimentos de filamento pela peça. Para evitar isto, basta com revisar a peça na pré-visualização do programa que se utilize para imprimir ou gerar o GCode (Pronterface, Cura, Simplify3D, Slic3r), procurando os ocos ou más uniões citados anteriormente.

Errores en diseños para imprimir en 3D

Imagem 1: Zona aberta

2. Parâmetros de impressão

Algo muito importante são os parâmetros de impressão (temperatura, velocidade, tipo de suporte, etc.), os quais se devem ajustar à cada material, à cada peça, ao diâmetro do filamento e inclusive ao modelo de impressora 3D que utilize o utente. Para não cometer este tipo de erros se devem seguir sempre os conselhos do fabricante (temperatura e velocidade de impressão), bem como realizar provas de impressão a diferentes temperaturas. Um ensaio singelo de fazer é imprimir uma torre e variar a temperatura 5 ºC a cada 1 cm e ver qual é a idónea, sempre dentro dos limites do fabricante (LINK 1, LINK 2).

Torre de calibración de temperatura impresión 3D

Imagem 2: Torre de calibragem de temperatura

3. Comprovar quantidade de filamento

Qualquer programa de impressão 3D (por exemplo, Cura ou Simplify3D)  facilita uma estimativa do peso da peça a realizar. Com este dado podemos comprovar se o filamento disponível é suficiente e assim evitar impressões 3D incompletas. 

Peso de las piezas impresion 3D

Imagem 3: Peso das peças

4. Estado da base

O estado da base é crucial, sobretudo para que não se produza "warping". Com a utilização de Kapton Tape e Blue Tape se deve comprovar que não apresentem listras nem zonas com ausência de fita na área de impressão 3D. Do mesmo modo, no caso de empregar BuildTak deve-se comprovar que não presente listras nem rompimentos, que podem provocar que se descole a peça da base em impressões de grande tamanho e duração. Se utiliza-se diretamente uma base de cristal, não deve apresentar listras profundas nem desprendimentos, os quais provocarão que se descole a peça durante a impressão 3D. Para impressões 3D sobre base de cristal é aconselhável utilizar um spray aderente como 3DLac o DimaFix.

5. Nivelação da base

Para assegurar uma impressão 3D correta e de qualidade, a base deve estar corretamente nivelada e calibrada. O processo de como realizar a nivelação da base se explica no seguinte artigo: Nivelação e calibragem da base da impressora 3D.

6. Purga do filamento

O último passo que se deve fazer antes de que comece a impressão 3D é a purga do filamento. Com esta purga evita-se que o filamento comece a sair pelo extrusor com atraso e se tenha que refazer a impressão 3D por ausência de material nas primeiras capas da peça. Este processo pode ser manual, aquecendo o extrusor até a temperatura de impressão do filamento a utilizar e empurrá-lo até que o fluxo seja contínuo; ou aumentando o número de voltas que realiza copiando a silhueta da peça (Skirt) antes de começar a impressão 3D. Este parâmetro modifica-se no programa de impressão 3D que se utilize.

 

Depois de seguir todos os passos anteriormente citados eliminar-se-ão praticamente todos os erros que se produzem por motivos prévios à impressão 3D (FDM/FFF).

Queres receber artigos como este no teu e-mail?

Subscreve-te a nossa newsletter mensal e recebers todos os meses no teu e-mail as últimas novidades e conselhos sobre impressão 3D.

* Ao registar-se aceita a nossa política de privacidade.

[active] => 1 [created] => 2017-08-09 10:54:22 [comment_status] => 1 [viewed] => 43708 [is_featured] => 0 [post_type] => 0 [id_category] => 2 [lastname] => Meneses [firstname] => Lara [post_img] => 26.jpg ) 1
  • $options.id_post: 26
  • $options.slug:
  • https://filament2print.com/pt/blog/26_.html
  • es
  • gb
  • pt
  • fr
  • Conselhos para a impressão 3D: Antes de imprimir

    Conselhos para a impressão 3D: Antes de imprimir

    Os utentes de impressoras 3D podem encontrar com certos problemas à hora de realizar as suas peças, por isso é recomendável seguir os conselhos referidos de seguida antes de iniciar uma impressão 3D para prevenir possíveis erros e falhas durante a mesma.

    1. Revisar o arquivo .STL

    Quando o utente de uma impressora 3D desenha ou download de internet modelos que deseja imprimir, deve revisar o modelo e se assegurar de que não tem zonas abertas entre caras ou superfícies, já que se existem, provocarão erros em forma de ocos ou desprendimentos de filamento pela peça. Para evitar isto, basta com revisar a peça na pré-visualização do programa que se utilize para imprimir ou gerar o GCode (Pronterface, Cura, Simplify3D, Slic3r), procurando os ocos ou más uniões citados anteriormente.

    Errores en diseños para imprimir en 3D

    Imagem 1: Zona aberta

    2. Parâmetros de impressão

    Algo muito importante são os parâmetros de impressão (temperatura, velocidade, tipo de suporte, etc.), os quais se devem ajustar à cada material, à cada peça, ao diâmetro do filamento e inclusive ao modelo de impressora 3D que utilize o utente. Para não cometer este tipo de erros se devem seguir sempre os conselhos do fabricante (temperatura e velocidade de impressão), bem como realizar provas de impressão a diferentes temperaturas. Um ensaio singelo de fazer é imprimir uma torre e variar a temperatura 5 ºC a cada 1 cm e ver qual é a idónea, sempre dentro dos limites do fabricante (LINK 1, LINK 2).

    Torre de calibración de temperatura impresión 3D

    Imagem 2: Torre de calibragem de temperatura

    3. Comprovar quantidade de filamento

    Qualquer programa de impressão 3D (por exemplo, Cura ou Simplify3D)  facilita uma estimativa do peso da peça a realizar. Com este dado podemos comprovar se o filamento disponível é suficiente e assim evitar impressões 3D incompletas. 

    Peso de las piezas impresion 3D

    Imagem 3: Peso das peças

    4. Estado da base

    O estado da base é crucial, sobretudo para que não se produza "warping". Com a utilização de Kapton Tape e Blue Tape se deve comprovar que não apresentem listras nem zonas com ausência de fita na área de impressão 3D. Do mesmo modo, no caso de empregar BuildTak deve-se comprovar que não presente listras nem rompimentos, que podem provocar que se descole a peça da base em impressões de grande tamanho e duração. Se utiliza-se diretamente uma base de cristal, não deve apresentar listras profundas nem desprendimentos, os quais provocarão que se descole a peça durante a impressão 3D. Para impressões 3D sobre base de cristal é aconselhável utilizar um spray aderente como 3DLac o DimaFix.

    5. Nivelação da base

    Para assegurar uma impressão 3D correta e de qualidade, a base deve estar corretamente nivelada e calibrada. O processo de como realizar a nivelação da base se explica no seguinte artigo: Nivelação e calibragem da base da impressora 3D.

    6. Purga do filamento

    O último passo que se deve fazer antes de que comece a impressão 3D é a purga do filamento. Com esta purga evita-se que o filamento comece a sair pelo extrusor com atraso e se tenha que refazer a impressão 3D por ausência de material nas primeiras capas da peça. Este processo pode ser manual, aquecendo o extrusor até a temperatura de impressão do filamento a utilizar e empurrá-lo até que o fluxo seja contínuo; ou aumentando o número de voltas que realiza copiando a silhueta da peça (Skirt) antes de começar a impressão 3D. Este parâmetro modifica-se no programa de impressão 3D que se utilize.

     

    Depois de seguir todos os passos anteriormente citados eliminar-se-ão praticamente todos os erros que se produzem por motivos prévios à impressão 3D (FDM/FFF).

    Queres receber artigos como este no teu e-mail?

    Subscreve-te a nossa newsletter mensal e recebers todos os meses no teu e-mail as últimas novidades e conselhos sobre impressão 3D.

    * Ao registar-se aceita a nossa política de privacidade.

    7 Comentários

    • Avatar
      Ronaldo
      feb 14, 2019

      Tenho uma impressora 3D MACHINE ONE precisei formatar meu micro e agora todos os gcode que eu gero a impressora não lê, os antigos blz esses novos vc puxa do cartão e a máquina não enxerga . Vc pode me ajudar

      • Avatar
        Diogo
        oct 1, 2019

        Olá Ronaldo. Por favor, o que você poderia me dizer sobre seu equipamento. É uma boa máquina?

    • Avatar
      Filament2print
      feb 15, 2019

      Deve comprovar que o formato da micro seja FAT32

    • Avatar
      Javier
      mar 11, 2019

      Hola buenas tardes tengo una impresora anet a8 trato de imprimir objetos articulados en pla y no me sale ninguno no se cual puede ser la solución todas las articulaciones me salen pegadas e imprimo a 195 grados si alguno sabes le agradezco me ayude

      • Avatar
        FIlament2print
        mar 12, 2019

        Seguramente lo que está pasando es que tienes sobre-extrusión y por eso se solapan las capas. Te recomiendo que visites nuestro artículo sobre el Flow en el siguiente link.

    • Avatar
      Rosana
      feb 22, 2021

      hola tengo una impresora ender 3 pro y la duda es como hacen para que una figura mida 15 cm y pese 80 g, yo hago una de ese tamaño y pesa 127 gramos por lo tanto no puedo competir

      • Avatar
        Filament2Print
        feb 23, 2021

        Hola, Rosana, no entendemos muy bien tu pregunta. El peso de tu figura dependerá del modelo, de la densidad del material utilizado, así como del relleno que configures en el slicer.

    Deixe um comentário

    Todos os campos são obrigatórios

    Nome:
    E-mail: (Não publicado)
    Comentário: