Filamento condutivo flexível Fili

AIMPLAS

Novo produto

18 Itens

84,90 €
84,90 €

Solicitar informação

Um filamento versátil e flexível à base de TPU com propriedades condutoras.

O plástico é um material que por natureza é bastante rígido e tem propriedades isolantes, o que significa que não conduz a eletricidade ou o faz de forma deficiente. Embora em determinadas circunstâncias estas qualidades são práticas e desejadas, às vezes precisa-se um filamento flexível que possa conduzir a eletricidade.

Faz mal em uns anos o primeiro material condutor flexível de Graphene 3D Labs revolucionou o mercado da impressão 3D e desde então o catálogo de filamentos com estas propriedades foi crescendo rapidamente. Neste ano produziu-se uma nova incorporação à carteira de materiais de impressão 3D flexíveis e condutores - Fili. O filamento Fili é um material criado pelo Instituto Tecnológico do Plástico AIMPLAS, uma empresa com mais de 30 anos de experiência na indústria do plástico, em colaboração com Filament2Print.

Uma base de lustre e umas pinzas condutoras impressas em 3D com o filamento Fili

Imagem 1: Uma base de lustre e umas pinzas condutoras impressas em 3D com o filamento Fili. Fonte: Filament2Print.

O filamento Fili é um material flexível baseado em TPU com uma resistividad volumétrica de 27.44 Ohm/cm. O filamento em si é flexível e não se rompe ao o manipular. Quando se extrue não mostra signos de retracción e mantém um diâmetro homogéneo.

O filamento flexível condutor Fili de AIMPLAS

Imagem 2: O filamento flexível condutor Fili de AIMPLAS. Fonte: Filament2Print.

Como demonstraram as provas realizadas em Filament2Print, as peças produzidas com o filamento Fili têm um excelente acabado superficial e inclusive apresentam um comportamento antiarañazos similar ao do grafite.

Prova de resistividad elétrica em uma peça impressa em 3D com o filamento Fili

Imagem 3: Prova de resistividad elétrica em uma peça impressa em 3D com o filamento Fili. Fonte: Filament2Print.

As provas mecânicas demonstraram que as peças impressas em 3D com o filamento condutor Fili são flexíveis e ligeiramente dúctiles. A condutividade do filamento Fili é ligeiramente inferior à dos materiais conductivos baseados no grafeno, mas superior à dos filamentos conductivos baseados no carbono (negro de fumaça, fibras de carbono, etc.).

Vídeo 1: Pinzas conductivas flexíveis impressas em 3D com o filamento Fili. Fonte: Filament2Print.

A base do filamento condutor Fili é o TPU (poliuretano termoplástico), um elastómero termoplástico linear flexível geralmente conhecido pela sua flexibilidade (inclusive a baixas temperaturas), a sua resistência química e à abrasão, a sua resistência aos raios UV e o seu versatilidad em termos de dureza, facilmente modificável ajustando a proporção dos segmentos macios e duros na estrutura do TPU. Graças a estas propriedades, o TPU é um material largamente utilizado em diversos setores, como a indústria do automóvel, a medicina, a eletrónica e inclusive a indústria têxtil.

Vídeo 2: Um lustre com a base impressa em 3D com o filamento Fili. Fonte: Filament2Print.

Dado que o plástico é um material isolante por natureza, a condutividade deve criar-se acrescentando um aditivo condutor ao polímero base, no caso do filamento Fili, o TPU. O composto decorrente terá propriedades condutoras. Isto, em combinação com a flexibilidade que oferece o TPU, criará um material que pode se utilizar para fabricar peças semicondutoras, sensores capacitivos ou inclusive substitutos do metal, o que oferece uma importante vantagem de importância em setores como a automoción ou a indústria aeroespacial.

A combinação de flexibilidade e condutividade permite utilizar o filamento AIMPLAS Fili em aplicações nas que a peça impressa em 3D tem que suportar tensões mecânicas ou ajustar a sua forma sem perder as suas propriedades elétricas. Isto abre um mundo de possibilidades para aplicações eletrónicas experimentais de baixo custo, ligeiras e versáteis, como sensores portáteis vestibles, supercondensadores flexíveis ou inclusive peles eletrónicas flexíveis para aplicações médicas.

Alongamento ao rompimento (%) 7.4
Resistência à tração (MPa) 9.5
Módulo de tração (MPa) 641
Resistência à flexão (MPa) 16.9
Módulo de flexão (MPa) 826
Flexibilidade Flexibilidade
Resistência à abrasão Resistência à abrasão
Condutividade elétrica Condutividade elétrica
Resistência a raios UV Resistência a raios UV
Reforçado com fibra Reforçado com fibra
Resistência química Resistência química

O filamento AIMPLAS Fili suporta altas temperaturas de extrusão (250-260 ºC) que garantem um melhor acabado e uma impressão mais uniforme, imprime a 40-60 mm/s e não requer cama calefactada. O filamento Fili não apresenta signos de contração ou deformação e se adere muito bem à superfície de impressão. Se observam-se problemas de aderência, pode-se utilizar o produto de aderência Magigoo Original com excelentes resultados, como se demonstrou em uma prova realizada em Filament2Print, bem como Magigoo Flex. O fabricante recomenda utilizar o ajuste de adesão "skirt" com este filamento.

O filamento Fili tem tendência a deixar resíduos na boquilha, um comportamento similar ao dos filamentos com alta carga de partículas. Isto pode ser problemático para as impressões longas, mas se pode remediar com uma manutenção exaustiva da impressora 3D. Pode-se utilizar uma escova de limpeza para eliminar o material acumulado na boquilha. Quanto à boquilha, pode-se utilizar uma boquilha de 0.4 mm com o filamento Fili e a altura de capa recomendada é de 0.2 mm.

O filamento Fili deve armazenar em um local fresco e seco, em uma saca selada com um dessecante, como a cápsula de secagem para filamentos de Slice Engineering, em uma embalagem de filamentos com selado ao vazio ou em um maletín de secado de filamentos, como as caixas de secagem Fiber Three Safe Light ou Long Run. Se armazena-se de forma inadequada, o filamento absorverá a humidade do ar, o que pode provocar a degradação da qualidade do material e o fracasso das impressões.

O fabricante recomenda imprimir em 3D com este material em um espaço bem ventilado, em uma impressora 3D equipada com um filtro HEPA ou com a ajuda de um purificador de ar como o purificador de ar Zimpure 2.

O filamento AIMPLAS Fili suporta altas temperaturas de extrusão (250-260 ºC) que garantem um melhor acabado e uma impressão mais uniforme, imprime a 40-60 mm/s e não requer cama calefactada. O filamento Fili não apresenta signos de contração ou deformação e se adere muito bem à superfície de impressão. Se observam-se problemas de aderência, pode-se utilizar o produto de aderência Magigoo Original com excelentes resultados, como se demonstrou em uma prova realizada em Filament2Print, bem como Magigoo Flex. O fabricante recomenda utilizar o ajuste de adesão "skirt" com este filamento.

O filamento Fili tem tendência a deixar resíduos na boquilha, um comportamento similar ao dos filamentos com alta carga de partículas. Isto pode ser problemático para as impressões longas, mas se pode remediar com uma manutenção exaustiva da impressora 3D. Pode-se utilizar uma escova de limpeza para eliminar o material acumulado na boquilha. Quanto à boquilha, pode-se utilizar uma boquilha de 0.4 mm com o filamento Fili e a altura de capa recomendada é de 0.2 mm.

O filamento Fili deve armazenar em um local fresco e seco, em uma saca selada com um dessecante, como a cápsula de secagem para filamentos de Slice Engineering, em uma embalagem de filamentos com selado ao vazio ou em um maletín de secado de filamentos, como as caixas de secagem Fiber Three Safe Light ou Long Run. Se armazena-se de forma inadequada, o filamento absorverá a humidade do ar, o que pode provocar a degradação da qualidade do material e o fracasso das impressões.

O fabricante recomenda imprimir em 3D com este material em um espaço bem ventilado, em uma impressora 3D equipada com um filtro HEPA ou com a ajuda de um purificador de ar como o purificador de ar Zimpure 2.

Informação geral
Fabricante AIMPLAS
Material TPU
Formato Bobina de 1000 g
Densidade -
Diâmetro de filamento 1.75 ou 2.85 mm
Tolerância de diâmetro -
Longitude filamento -
Cor Preto
RAL/Pantone -
Propriedades de impressão (1)
Temperatura de impressão 250-260 ºC
Temperatura cama de impressão
Temperatura de câmara
Ventilador de capa -
Velocidade de impressão recomendada 40-60 mm/s
Diâmetro nozzle 0.4 mm
Propriedades mecânicas
Resistência ao impacto Izod -
Resistência ao impacto Charpy -
Alongamento ao rompimento (ISO 527) 7.4 %
Resistência à tração (ISO 527) 9.56 MPa
Módulo de tração (ISO 527) 641 MPa
Resistência à flexão (ISO 178) 16.9 MPa
Módulo de flexão (ISO 178) 826 MPa
Dureza superficial  -
Propriedades térmicas
Temperatura de amolecimento -
Temperatura de fusão -
Propiedades específicas
Transparência
Condutividade elétrica
Resistência volumétrica 27.44 Ω/cm
Informação adicional (2)
HS Code 3916.9
Diâmetro exterior carretel -
Diâmetro buraco interior carretel -
Largo carretel -


* Os valores típicos detalhados nesta tabela devem considerar-se a modo de referência. Os valores reais podem variar segundo o modelo de impressora 3D utilizado, desenho da peça e condições de impressão. Aconselhamos confirmar os resultados e propriedades finais com teste próprios. Para mais informação deve-se consultar a ficha técnica do produto.

Informação geral
Fabricante AIMPLAS
Material TPU
Formato Bobina de 1000 g
Densidade -
Diâmetro de filamento 1.75 ou 2.85 mm
Tolerância de diâmetro -
Longitude filamento -
Cor Preto
RAL/Pantone -
Propriedades de impressão (1)
Temperatura de impressão 250-260 ºC
Temperatura cama de impressão
Temperatura de câmara
Ventilador de capa -
Velocidade de impressão recomendada 40-60 mm/s
Diâmetro nozzle 0.4 mm
Propriedades mecânicas
Resistência ao impacto Izod -
Resistência ao impacto Charpy -
Alongamento ao rompimento (ISO 527) 7.4 %
Resistência à tração (ISO 527) 9.56 MPa
Módulo de tração (ISO 527) 641 MPa
Resistência à flexão (ISO 178) 16.9 MPa
Módulo de flexão (ISO 178) 826 MPa
Dureza superficial  -
Propriedades térmicas
Temperatura de amolecimento -
Temperatura de fusão -
Propiedades específicas
Transparência
Condutividade elétrica
Resistência volumétrica 27.44 Ω/cm
Informação adicional (2)
HS Code 3916.9
Diâmetro exterior carretel -
Diâmetro buraco interior carretel -
Largo carretel -


* Os valores típicos detalhados nesta tabela devem considerar-se a modo de referência. Os valores reais podem variar segundo o modelo de impressora 3D utilizado, desenho da peça e condições de impressão. Aconselhamos confirmar os resultados e propriedades finais com teste próprios. Para mais informação deve-se consultar a ficha técnica do produto.

Acessórios

30 outros produtos da mesma categoria: