Array
(
    [id_post] => 108
    [meta_title] => PolyTerra: Um filamento PLA ecofriendly
    [meta_description] => 
    [short_description] => Polymaker optou pelo desenvolvimento de um filamento mais amigo do ambiente, cuidando de cada detalhe para criar um produto sustentável e de alta qualidade: PolyTerra.
    [meta_keyword] => 
    [content] => 

Recentemente, a Polymaker anunciou a chegada de um novo filamento: PolyTerra. Polymaker é um fabricante de renome de materiais de impressão 3D FDM, conhecido pela qualidade dos seus filamentos e pela sua vasta gama de materiais, tanto convencionais como técnicos.

Neste caso, a Polymaker optou pelo desenvolvimento de um filamento mais amigo do ambiente, cuidando de cada detalhe para criar um produto sustentável e de alta qualidade.

Bobinas de PolyTerra
Imagem 1: Bobinas de Polyterra. Fonte:  Polymaker.

O PolyTerra PLA é um bioplástico desenvolvido a partir do zero, combinando o PLA com minerais orgânicos, reduzindo assim significativamente o conteúdo plástico do filamento, produzindo um material de impressão 3D FDM mais amigo do ambiente. No entanto, este material mantém a facilidade de impressão de um PLA padrão, pelo que o utilizador pode escolher a mesma configuração de impressão utilizada com o PLA.

Porque é que PolyTerra é mais sustentável?

O filamento PolyTerra não só contém menos plástico na sua composição, como também a Polymaker teve o cuidado de reduzir o plástico ao longo do desenvolvimento do produto. O filamento de PolyTerra PLA é enrolado numa bobina de cartão reciclado, com etiquetas e embalagens exteriores também feitas de material reciclado. Além disso, todo o papel desnecessário foi eliminado da embalagem para reduzir os resíduos produzidos no fabrico do material.

packaging polyterra

Imagem 2: embalagem PolyTerra. Fuente: Polymaker.

Contudo, um dos factos mais notáveis sobre este material é que para compensar as emissões de carbono geradas tanto no fabrico do filamento como no seu transporte, a Polymaker, em colaboração com a OneTreePlanted.org, planta uma árvore por cada bobina vendida. Desta forma, quando a árvore atingir a maturidade, será capaz de absorver 22 Kg de dióxido de carbono por ano, compensando os 4 Kg necessários para fabricar um carretel de PolyTerra PLA.

Polyterra

Imagem 3: Polyterra planta uma árvore por cada bobina vendida. Fonte: Polymaker.

Um material ecofriendly, sem perda de propriedades

Em termos de propriedades, a PolyTerra não só mantém as propriedades básicas de um PLA padrão, como também oferece propriedades melhoradas em muitos aspectos.

O PolyTerra PLA permite a impressão em 3D de peças com sobreposições e pontes com uma qualidade muito superior à de outros PLA. Além disso, o acabamento superficial das peças impressas em 3D é excelente e completamente mate. Este acabamento permite esconder linhas de camadas, mesmo quando se imprime com grandes alturas de camadas.

Superficie mate


Imagem 4: Superfície mate. Fonte: Polymaker.

PolyTerra é um material mais forte do que um PLA padrão, e mostra boa rigidez, permitindo uma vasta gama de aplicações possíveis em diferentes indústrias. Além disso, o PolyTerra PLA permite um pós-processamento fácil. Os suportes impressos com PolyTerra PLA podem ser facilmente removidos sem a utilização de ferramentas. Isto permite que o utilizador fabrique peças complexas, obtendo excelentes acabamentos.

Sem dúvida, o desenvolvimento de materiais como o PolyTerra orienta o futuro da impressão em 3D para um caminho mais sustentável.

Queres receber artigos como este no teu e-mail?

Subscreve-te a nossa newsletter mensal e recebers todos os meses no teu e-mail as últimas novidades e conselhos sobre impressão 3D.

* Ao registar-se aceita a nossa política de privacidade.

[active] => 1 [created] => 2021-03-09 18:07:34 [comment_status] => 1 [viewed] => 514 [is_featured] => 0 [post_type] => 0 [id_category] => 1 [lastname] => Martínez [firstname] => Alicia [post_img] => 108.jpg ) 1
  • $options.id_post: 108
  • $options.slug:
  • https://filament2print.com/pt/blog/108_.html
  • es
  • gb
  • pt
  • fr
  • PolyTerra: Um filamento PLA ecofriendly

    PolyTerra: Um filamento PLA ecofriendly

    Recentemente, a Polymaker anunciou a chegada de um novo filamento: PolyTerra. Polymaker é um fabricante de renome de materiais de impressão 3D FDM, conhecido pela qualidade dos seus filamentos e pela sua vasta gama de materiais, tanto convencionais como técnicos.

    Neste caso, a Polymaker optou pelo desenvolvimento de um filamento mais amigo do ambiente, cuidando de cada detalhe para criar um produto sustentável e de alta qualidade.

    Bobinas de PolyTerra
    Imagem 1: Bobinas de Polyterra. Fonte:  Polymaker.

    O PolyTerra PLA é um bioplástico desenvolvido a partir do zero, combinando o PLA com minerais orgânicos, reduzindo assim significativamente o conteúdo plástico do filamento, produzindo um material de impressão 3D FDM mais amigo do ambiente. No entanto, este material mantém a facilidade de impressão de um PLA padrão, pelo que o utilizador pode escolher a mesma configuração de impressão utilizada com o PLA.

    Porque é que PolyTerra é mais sustentável?

    O filamento PolyTerra não só contém menos plástico na sua composição, como também a Polymaker teve o cuidado de reduzir o plástico ao longo do desenvolvimento do produto. O filamento de PolyTerra PLA é enrolado numa bobina de cartão reciclado, com etiquetas e embalagens exteriores também feitas de material reciclado. Além disso, todo o papel desnecessário foi eliminado da embalagem para reduzir os resíduos produzidos no fabrico do material.

    packaging polyterra

    Imagem 2: embalagem PolyTerra. Fuente: Polymaker.

    Contudo, um dos factos mais notáveis sobre este material é que para compensar as emissões de carbono geradas tanto no fabrico do filamento como no seu transporte, a Polymaker, em colaboração com a OneTreePlanted.org, planta uma árvore por cada bobina vendida. Desta forma, quando a árvore atingir a maturidade, será capaz de absorver 22 Kg de dióxido de carbono por ano, compensando os 4 Kg necessários para fabricar um carretel de PolyTerra PLA.

    Polyterra

    Imagem 3: Polyterra planta uma árvore por cada bobina vendida. Fonte: Polymaker.

    Um material ecofriendly, sem perda de propriedades

    Em termos de propriedades, a PolyTerra não só mantém as propriedades básicas de um PLA padrão, como também oferece propriedades melhoradas em muitos aspectos.

    O PolyTerra PLA permite a impressão em 3D de peças com sobreposições e pontes com uma qualidade muito superior à de outros PLA. Além disso, o acabamento superficial das peças impressas em 3D é excelente e completamente mate. Este acabamento permite esconder linhas de camadas, mesmo quando se imprime com grandes alturas de camadas.

    Superficie mate


    Imagem 4: Superfície mate. Fonte: Polymaker.

    PolyTerra é um material mais forte do que um PLA padrão, e mostra boa rigidez, permitindo uma vasta gama de aplicações possíveis em diferentes indústrias. Além disso, o PolyTerra PLA permite um pós-processamento fácil. Os suportes impressos com PolyTerra PLA podem ser facilmente removidos sem a utilização de ferramentas. Isto permite que o utilizador fabrique peças complexas, obtendo excelentes acabamentos.

    Sem dúvida, o desenvolvimento de materiais como o PolyTerra orienta o futuro da impressão em 3D para um caminho mais sustentável.

    Queres receber artigos como este no teu e-mail?

    Subscreve-te a nossa newsletter mensal e recebers todos os meses no teu e-mail as últimas novidades e conselhos sobre impressão 3D.

    * Ao registar-se aceita a nossa política de privacidade.

    Deixe um comentário

    Todos os campos são obrigatórios

    Nome:
    E-mail: (Não publicado)
    Comentário: